Enviar e-mails de vendas requer perseverança. Os vendedores precisam investir tempo escrevendo para os contatos da base de dados e, às vezes, poucos clientes chegam a responder. Dependendo do estágio da venda, é natural que não se obtenha resposta para todos e-mails enviados. Entretanto, uma taxa de resposta pequena demais pode indicar que erros estão sendo cometidos na hora de criar esses e-mails.

Sendo assim, decidimos fazer um post para te ajudar na seguinte missão: escrever e-mails de vendas infalíveis. Vamos nessa? Siga lendo para aprender como!

7 Técnicas para um e-mail de vendas matador

1 – Cadência

Embora as ligações ainda sejam o melhor meio para ter uma boa conversa com os potenciais clientes, os e-mails também são importantíssimos. Se utilizados em conjunto com ligações e outras formas de contato, eles podem te ajudar a guiar o cliente até o fechamento. Em vendas, chamamos isso de cadência.

Uma cadência é como se fosse um cronograma de contato com os potenciais clientes. Por exemplo: no primeiro dia, enviar uma mensagem no Linkedin. No segundo dia, um e-mail. No terceiro, fazer uma ligação. Após a ligação, enviar outro e-mail, e assim por diante.

Uma cadência que mescla vários tipos de contato te ajuda a entrar na vida do lead por todos os lugares possíveis, aumentando as chances de fechamento e de manter o nome da sua marca em mente na hora da compra.

Entretanto, isso não significa que você deve ligar e mandar e-mails sobre o mesmo assunto e oferecendo a mesma coisa. O ideal é que os e-mails e mensagens possuam conteúdo atrativo para o potencial cliente, e é isso que vamos te ensinar a fazer!

2 – Assunto

Escrever um bom assunto de e-mail é 50% do caminho. De nada adianta escrever um e-mail excelente, se você não conseguir convencer o usuário a abri-lo. Quando produzimos textos aqui no Fleeg, escrevemos 5 títulos (no mínimo) e escolhemos o melhor. Esse esforço de pensar em títulos alternativos ajuda a escrever uma frase mais impactante a cada novo título que surge na cabeça.

Isso se aplica igualmente ao assunto dos e-mails de vendas. Mesmo que você pense que o primeiro título já está ótimo, é importante criar pelo menos outros 4 tentando fazer cada vez melhor, você vai perceber que o primeiro nem era tão bom assim.

É importante que os assuntos de e-mail sejam breves e instigantes. É comum que linhas de assunto muito longas sejam mais ignoradas (além de não serem exibidas por completo na caixa de entrada de algumas plataformas) em comparação com linhas mais objetivas.

Aqui no Fleeg, as melhores taxas de abertura se encontram em assuntos com 7 a 13 palavras. É claro que há outros fatores que influenciam nessa questão, mas, em geral, os assuntos muito menores ou muito maiores apresentam taxas inferiores.

3 – Ganchos

Começar um e-mail de vendas nem sempre é fácil. Aparecer do nada tentando vender um produto não é legal, né? Não é isso que você precisa fazer mesmo. Uma dica interessante é investir em ganchos que ajudam a deixar o e-mail mais natural.

Um gancho é como se fosse um pretexto para o início daquela conversa. Alguns dos ganchos que podem ser utilizados são:

  • Um contato em comum;
  • Algum download que o lead fez no seu site;
  • Alguma interação que o lead teve nas suas redes sociais;
  • Uma dor que seu produto pode solucionar;
  • Outro cliente com dores parecidas e que você ajudou;
  • Etc.

É claro que esses são apenas alguns exemplos. O ideal é que você saiba identificar e aproveitar ganchos que surgem na sua relação com o cliente para iniciar o contato.

Enviar e-mail de vendas

4 – Faça e-mails curtos

No mundo da internet, é difícil alguém despender muito tempo em uma única atividade. O fluxo de informações é muito rápido e é improvável que o potencial cliente leia um e-mail maior do que um filme do Senhor dos Anéis.

Sendo assim, procure ser claro e objetivo. Diga o que precisa dizer, mas sem enrolar. Como disse Carlos Drummond de Andrade, escrever é cortar palavras.

5 – Envie em horários diferentes

Não tem como saber o horário que o seu lead checa ou limpa a caixa de entrada. Se um e-mail foi enviado pela manhã, mas o cliente só entra no e-mail pela noite, é provável que a sua mensagem se perca em meio às diversas outras que ele pode receber, inclusive de concorrentes.

Sendo assim, envie e-mails em horários diferentes. Se aquele lead já foi abordado de manhã, que tal se o próximo e-mail for à noite?

6 – Tenha uma assinatura de autoridade

Essa dica pode parecer um pouco óbvia para algumas pessoas, mas ainda há empresas pequenas que não utilizam assinaturas nos e-mails de venda. Vale a pena investir na criação de uma que contenha seu nome e contato.

Além de oferecer meios alternativos de contato para o cliente, utilizar uma assinatura ajuda a deixar seu e-mail mais profissional.

Muitas empresas utilizam assinaturas de autoridade. O e-mail pode ter sido escrito por um vendedor iniciante e enviado por um software disparador de e-mails, mas a assinatura utilizada é do gerente de vendas. Isso ocorre para gerar autoridade no e-mail, que será enviado com uma bela assinatura na qual, abaixo do nome, estará escrito “Gerente de vendas da empresa x.”

Entretanto, fazer isso ou não vai depender muito da empesa. Alguns gerentes podem se sentir desconfortáveis com o envio de e-mails em seu nome.  Além disso, quando os clientes forem contatados por meio de ligações, é improvável que o gerente converse com eles. Entretanto, os clientes podem estar esperando por isso.

Sendo assim, procure utilizar esse recurso com cuidado, se for o caso.

7 – Utilize gatilhos mentais

Os gatilhos mentais são estímulos que influenciam na tomada de decisão do comprador.

Por exemplo, dizer que um produto se encontra nas últimas unidades é um gatilho mental. Isso provoca sentimento de urgência no cliente, afinal, se ele não agilizar a compra é possível que ele perca a chance de adquirir o produto. O mesmo vale para promoções de tempo limitado.

Outro gatilho mental amplamente utilizado é a prova social. Uma prova social é um case de sucesso, pessoas que já compraram o seu produto relatando o quão bom ele é. Isso ajuda o potencial cliente a confiar na sua solução, pois quem comprou a aprova.

Há uma imensa quantidade de gatilhos mentais para vendas. Não esqueça de lançar mão de algum deles em momentos pertinentes na hora de criar seu e-mail de vendas.

Modelos de e-mail de vendas

Para quem utiliza o Fleeg, é possível enviar modelos de e-mail de vendas diretamente pelo software. Sendo assim, separamos alguns exemplos que podem ser usados como base para a criação dos seus próprios e-mails ou até mesmo utilizados integralmente, caso eles se apliquem no contexto do seu negócio. Depois, basta salvar os modelos no Fleeg e enviar para seus clientes. Faça bom uso!

Modelo 1
Olá, [nome do cliente]!
Notei que você comentou em um post no nosso LinkedIn que está com dificuldades em [dores do potencial cliente]
No ano passado, ajudei uma empresa que enfrentava a mesma situação que a sua: [contextualizar o problema que o cliente enfrenta e que o seu produto pode ajudar]
[Nome do Cliente], que tal se marcarmos um horário para conversar sobre esse assunto? Tenho certeza que a conversa seria muito produtiva! Quando seria melhor para você?
[Assinatura]

Modelo 2
Olá [nome do cliente]
Sabe quando [principal dor do seu cliente]? Nós da [nome da sua empresa] ajudamos pessoas como você a [objetivo do seu produto ou serviço]. Quer saber como? Nosso principal diferencial é que [diferencial].
O que você acha de agendarmos uma hora para que eu possa te explicar como o nosso método funciona? Quando seria bom pra você?
Aguardo resposta
[Assinatura]

Modelo 3
Olá [nome do cliente], tudo bem?
Gostaria de agradecer pelo contato que tivemos e me colocar a sua disposição para continuar conversando sobre [assuntos que foram tratados, de forma personalizada para cada cliente] para que eu possa te ajudar.
Gostaria de aproveitar para informar que estamos fazendo uma promoção do [seu produto] por tempo limitado!
[valores]
Para saber mais, basta clicar nesse link [link].
Se tiver dúvidas, é só entrar em contato através dos canais em minha assinatura ou respondendo este e-mail.
Um abraço e até mais
[assinatura]

Modelo 4
Olá [nome do cliente], tudo bem?
Tentei entrar em contato com você para conversar sobre x, mas, infelizmente, não conseguimos conversar.
Eu gostaria de saber se você pretende seguir com essa conversa ou não. Por favor, avise-me sobre sua decisão.
Se quiser voltar a conversar sobre o assunto, estarei a sua disposição. Se desejar, marque uma hora para falar comigo, respondendo esse e-mail.
Um abraço e até mais
[Assinatura]

E então, conseguiu entender como criar e-mails de vendas da forma correta? Não esqueça que, para conseguir administrar o envio de e-mails e todo o processo de venda de forma otimizada, é essencial que você invista na automação de vendas. Não deixe de ler nosso post sobre o assunto para revolucionar seu processo comercial!