Quem está iniciando no mundo dos negócios digitais sabe a importância de ter sua marca bem divulgada na web. Entre ferramentas como redes sociais e sites, os anúncios no Google acabam sendo um dos principais meios de divulgação de empresas e produtos. Mas se você veio até aqui, é porque ainda não sabe como colocar anúncios no Google, certo?  Sem problemas, nesse post vamos te ensinar como!

Como colocar anúncios no Google? Utilizando o Google Ads!

Quando falamos sobre colocar anúncios na internet, o Google Ads é a plataforma mais utilizada para esse fim. Antes chamado de Google Adwords, essa ferramenta sofreu uma reformulação recente e perdeu 4 letras no nome, entretanto, seu objetivo continua o mesmo de sempre: criar anúncios e exibi-los em plataformas como o Google, Youtube, blogs e sites de terceiros. Em geral, podemos dizer que a maioria dos anúncios online são criados e gerenciados com o Google Ads.

Há 5 tipos de anúncios que podem ser criados e veiculados por meio dessa plataforma. Vamos ensinar como cria-los, mas antes vamos conhecer cada um deles:

Tipos de anúncios

1 – Rede de pesquisa

Esse é aquele anúncio que aparece no topo dos resultados de pesquisa do Google quando você pesquisa por um termo relacionado. Assim:

Exemplo de anúncio do Google

Quando você cria esse tipo de anúncio, ele será exibido nos resultados de pesquisa de termos relacionados a sua empresa ou solução.

2 – Rede de display

Exemplo de anúncio de rede de display

Anúncios configurados para Rede de Display são exibidos em sites e blogs em geral, ou seja, são aqueles anúncios que aparecem em páginas diversas da internet. É claro que esses anúncios não serão exibidos em qualquer lugar para qualquer pessoa, mas sim para as que você configurar como público-alvo.

3 – Google Shopping

Exemplo de anúncio no Google Shopping

O Google Shopping é utilizado, geralmente, por lojas online. Isso porque ele exibe anúncios de produtos com preço e link para a página de compra. Quando alguém pesquisa por certo tipo de produto, o Google Shopping exibe anúncios de inúmeras lojas, de modo que o usuário pode analisar as diversas opções, comparar preços, etc.

4 – Vídeo

Exemplo de anúncio em vídeo

O anúncio de vídeo é aquele exibido antes dos vídeos no Youtube ou em outros sites de vídeo que são parceiros do Google. Esse formato de anúncio se tornou muito popular ao passo que os vídeos online se tornaram populares, principalmente no Youtube.

5 – Smart

A opção Smart permite que o próprio Google Ads crie campanhas em diferentes formatos e redes com base em ideias de texto. A ferramenta testa vários formatos e exibe aqueles que tiverem o melhor desempenho, eliminando a necessidade de testar manualmente cada um deles.

Os lances e a segmentação também são alterados automaticamente conforme o desempenho. A desvantagem desse modo é que você passa a ter um controle muito menor sobre os seus próprios anúncios.

E quanto ao preço?

Os anúncios do Google são, obviamente, pagos. Entretanto, o pagamento no Google Ads é super simples e fácil de controlar.

Você pode escolher entre o custo por clique ou o custo por impressão. No custo por clique, você paga cada vez que alguém clicar no seu anúncio. Sendo assim, pode ficar tranquilo, porque se o anúncio não surtir efeito e ninguém clicar nele, você não vai ter que pagar nada.

Já no custo por impressão, você paga toda vez que o seu anúncio é exibido para alguém. Isso é muito útil para campanhas que têm como único objetivo reforçar o nome da sua marca no mercado, por exemplo. Nesse caso, o seu objetivo não é que alguém clique no seu anúncio, mas apenas que as pessoas o vejam conheçam a sua empresa.

Além disso, é possível determinar um teto de gastos, para definir um limite da quantidade de dinheiro que você está disposto a gastar nas campanhas. Assim, quando houver cliques ou impressões suficientes para que esse valor seja atingido, os anúncios param de ser exibidos e não há aquele risco de ocorrer surpresas no cartão de crédito quando o fim do mês chegar.

É importante ressaltar que a exibição de anúncios no Google funciona como um leilão: quem paga mais é exibido na primeira página. Os que pagam menos são exibidos nas páginas seguintes ou não são exibidos. Por isso, você também pode definir qual o valor do lance que está disposto a pagar e assim concorrer com as demais pessoas que também estão dispostas a pagar. Nesse caso, o próprio Google Ads avisa quando o valor que você está estipulando não é suficiente para obter resultados.

Entretanto, vale lembrar que não é só o valor do lance que vai definir quem vai aparecer em primeiro lugar. A qualidade da página de captura, do anúncio e a utilização da palavra-chave mais adequada também são fatores que interferem na posição que será alcançada.

Todo anúncio é um link para o seu site, e é importante escolher bem a página para qual o usuário será enviado ao clicar no anúncio, além de, é claro, criar anúncios de qualidade.

Agora que você entendeu o básico sobre o funcionamento do Google Ads, vamos ao passo a passo para que você crie seus primeiros anúncios!

Como colocar anúncios no Google em 4 passos:

1º passo – Crie uma conta no Google Ads

O primeiro passo para começar a veicular anúncios no Google é criar uma conta no Google Ads. Se você já tem uma conta Google (gmail), fica mais fácil. Basta entrar com a sua conta no site do Google Ads e configurá-lo pela primeira vez. Se não, será necessário criar uma conta do zero, o que também não é difícil: basta clicar em “começar agora” no site e seguir o passo-a-passo preenchendo as informações necessárias.

2º passo – Crie suas campanhas

Agora que você criou uma conta no Google Ads, já pode começar a elaborar campanhas e anúncios. Para que você possa entender melhor, vamos explicar com calma:

Campanhas, grupos de anúncios e anúncios são subdivisões que você pode utilizar. Em uma hierarquia, do menor para o maior, podemos dizer que anúncios são a menor unidade. Eles estão dentro dos grupos de anúncios que, por sua vez, estão dentro das campanhas. Assim:

Estrutura do Google Ads

Isso permite que você organize dezenas de anúncios, se for preciso, sem tudo virar uma confusão. Separando os anúncios dentro desses “grupos”, você pode criar configurações específicas para cada anúncio, configurações para grupos de anúncios inteiros ou para campanhas inteiras.

Por exemplo: você pode definir que um grupo de anúncio vai ser exibido apenas das 18 às 22 horas, enquanto outro será apenas exibido pela manhã.

Para criar um anúncio, você precisa, obrigatoriamente, criar uma campanha e um grupo de anúncios dentro dela. Vamos te ensinar a fazer isso:

Já logado no Google Ads, basta selecionar “campanhas” na barra lateral e clicar em nova campanha:

Como criar campanha no Google Ads

Depois, basta indicar qual o seu objetivo com a campanha que será criada. O objetivo pode ser capturar leads, gerar cliques no seu site, converter em venda, entre outros.

Definir objetivo da campanha no Google Ads

Em seguida, você deve escolher entre os tipos de campanha que já explicamos: rede de pesquisa, rede de display, Google Shopping, Vídeo ou Smart:

Selecionar tipo de campanha no Google Ads

Em seguida, utilize as caixas de seleção para indicar como você quer alcançar a sua meta, ou seja, quais ações você quer que os usuários realizem:

Definição de meta no Google Ads

Agora chegou a hora de efetivamente criar a sua campanha, na página com o seguinte formulário:

Configurações de campanha no Fleeg

As informações que você precisa preencher são:

  • Nome da campanha: nome que você dará para a campanha, serve apenas para organização interna.
  • Redes: são os locais onde sua campanha será exibida. Você pode incluir parceiros do Google, para que seus anúncios sejam exibidos em outros sites de pesquisa além do Google.
  • Locais: aqui você pode segmentar a sua campanha para um grupo de países, estados ou cidades específicos. Isso evita, por exemplo, que o seu anúncio seja exibido em locais em que o seu negócio não atende. Afinal, se você tem um escritório de advocacia que atende apenas a capital de São Paulo, por exemplo, não faz sentido querer exibir anúncios para o Rio de Janeiro, certo? Entretanto, em alguns casos, você pode querer que suas campanhas sejam mundiais. Nesse caso, basta selecionar a opção “todos os países/territórios”.

Configurando local e público-alvo

  • Idiomas: aqui, você pode segmentar o seu anúncio de acordo com o idioma configurado no navegador das pessoas para quem você quer exibi-lo. Se o anúncio for apenas para os brasileiros, você pode selecionar Português e também Inglês, pois vários brasileiros utilizam o navegador com a linguagem em inglês. Nesse caso, se você selecionar apenas a língua portuguesa, corre o risco de o seu anúncio não ser exibido para uma série de brasileiros que utilizam o navegador na língua estrangeira.
  • Público-alvo: é aqui que você define para que tipo de pessoas você quer que o seu anúncio seja exibido de acordo com os interesses que essas pessoas têm. Por exemplo: se você vende bolsas de couro, um dos critérios de segmentação pode ser moda e bolsas. Novamente, se você não tiver um público-alvo definido ou não queira segmentar a campanha nesse sentido, basta deixar o campo em branco.

Definindo orçamento e lances

  • Lances: lances está relacionado à estratégia de lances que será adotada na campanha. Lembre-se de que o Google Ads funciona como um leilão, portanto, é preciso que os seus lances sejam altos o suficiente para conquistar uma boa colocação nos resultados de pesquisa. Você pode, por exemplo, utilizar a opção “CPC manual” para definir manualmente todos os dias o valor que você está disposto a pagar. Utilizar a opção “Maximizar conversões” pode ser uma boa ideia, já que ela deixa o próprio sistema configurar lances automáticos que geram mais conversões (dentro do orçamento que você estipular, claro).
  • Orçamento diário: trata-se do valor máximo que aquela campanha poderá gastar diariamente. Independentemente se você está pagando por cliques ou por impressões, quando esse valor é atingido a campanha para de ser exibida.
  • Data de início e término da campanha: em alguns casos a campanha será pontual, como uma campanha de Black Friday, por exemplo. Neste caso é possível definir uma data de término, para que ela pare de ser exibida automaticamente. Caso a campanha não tenha uma data de término estipulada, basta deixar esse campo em branco.

3º passo – Crie um grupo de anúncios

Configurar grupo de anúncios

Criada a sua campanha, a tela seguinte serve para criar um grupo de anúncios. Para cada grupo de anúncio criado, você pode configurar um lance padrão e palavras-chave.

Palavras-chave são os termos que os usuários buscam no Google e que você quer que o seu grupo de anúncios seja exibido. Seguindo no exemplo da loja de bolsas, uma palavra-chave poderia ser “bolsa de couro marrom”.

Você pode obter dicas de palavra-chave na própria ferramenta, no quadro “veja dicas de palavras-chave”.

4º passo – Crie um anúncio

O último passo é criar, efetivamente, um anúncio. Nesse último passo, você precisa definir:

Configurando anúncio no Google Ads

  • URL final: a página para onde o usuário será enviado se clicar no seu anúncio;
  • Título 1: a primeira frase que será exibida no seu anúncio;
  • Título 2: mais uma frase que complemente o título 1;
  • Caminho de exibição: é a URL que será exibida para o usuário abaixo do título. Você pode escrever o que quiser;
  • Descrição: a descrição é o texto que é exibido no seu anúncio. Procure resumir em poucas palavras a sua oferta de forma persuasiva.

Conforme você for preenchendo o anúncio, uma simulação de como ele aparecerá no Google vai aparecendo na tela ao lado.

Depois, é só salvar o anúncio e ele começará a ser exibido no Google ou em outros sites que você tenha selecionado. Não é difícil, certo? Agora é só monitorar os resultados pelo próprio Google Ads. A plataforma mostra todas as informações sobre os seus anúncios: número de cliques, valor gasto por campanha, etc.

E então, conseguiu entender como colocar anúncios no Google? Qualquer dúvida, basta deixar um comentário que estaremos à disposição. Não deixe de testar sua maturidade em marketing digital para descobrir outros conteúdos que podem ser úteis para você! O teste é gratuito!

Teste de maturidade em marketing digital